™BRAZIL DIVULGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Need For Speed ProStreet

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Need For Speed ProStreet em Ter Fev 03, 2009 1:28 pm

Admin


Admin
Need For Speed ProStreet


Need For Speed ProStreet, a versão da franquia que mais dividiu os fãs. Independente do detalhe das minhas férias, a resposta seria positiva. Mas, calhou de ser agora, e… que bom! Confira a análise, bastante detalhada e com muitas imagens,

Visão geral




Primeira corrida do jogo.

Need For Speed ProStreet é mais uma saga da série Need For Speed. Diferente de Need For Speed Underground, Most Wanted e Carbon, não é um jogo de corridas ilegais de rua. A EA tentou mudar o rumo da série, transformando o jogo, antes arcade, em um simulador de corrida. É um jogo com requisitos mínimos puxados, mas este, se você gostar de modificar seus carros ao extremo, na parte visual, na aerodinâmica e nos mínimos ajustes do motor, transmissão, freios e suspensão, é um jogo para você!
Como GRID, Need for Speed ProStreet é um jogo para computadores que são dotados de uma boa placa de vídeo. Sim, a partir da série 6 da NVIDIA, é possível rodar Need For Speed ProStreet, mas a experiência é outra. Se você quiser rodar o jogo lisinho (se o computador não explodir ao abrir), com tudo no máximo e filtros ligados, precisará de uma placa de vídeo boa. E a diferença entre o jogo no mínimo é máximo é grande!

Gráficos



Ela é casada, caro leitor :-P .

Os gráficos de ProStreet são fotorrealísticos. Tudo é muito bem detalhado, a torcida, as musas da largada (uau!), os carros, a vegetação, a fumaça, a luz solar… Enfim, tudo para deixar o jogador mais de 2 horas jogando ProStreet só por causa da fotorrealidade. Nas fotos não parece grande coisa, por isso digo: jogar e ficar vendo screenshots são experiências totalmente diferentes.
As capotadas, as quebras do carro, tudo é muito bem feito e detalhado. Nem se parece com um aplicação de gráficos 3D. As placas usadas para mostrar as curvas não são pedras. Realmente interagem com o carro, fazendo até o carro passar por cima, ou ficarem na frente, até passarem por cima do capô.
ProStreet peca em não oferecer replay das corridas, mas o modo foto está à disposição do jogador. Os trabalhos podem ser mandados para NeedForSpeed.com, e fazer sucesso.

Modo fotografia.

ProStreet não possui corridas noturnas, porém, nos dicas de corrida ([b]Race Day
), conforme você corre, o dia vai passando, desde o sol à pino até o pôr do sol. A variedade de pistas em ProStreet é enorme. Temos desafios no deserto, como Nevada, e na cidade, como em Tóquio.

Áudio

O áudio é excelente. Todos os carros contam com um ronco de motor diferente, e com as peças Níveis 1, 2, 3, essas variações aumentam mais ainda. Quando se passa perto da arquibancada, escuta-se o som da torcida, gritando, e junto com os movimentos super variados, torna o jogo super real. A trilha sonora é vasta, muito boa, desde pop, até o rock pauleira que alguns gostam.

Jogabilidade

Muitos entranharam a jogabilidade de ProStreet pelo fato de passar do velho arcade de seus antecessores para um simulador. Mas este simulador é muito bom! O carro pode ser modificado com vastas opções, deste encurtar ou alargar uma marcha, até a pressão do pneu traseiro! O jogo falha nas capotagens. Apesar de parecerem perfeitas e bem homogêneas, às vezes o carro muda do nada de posição.
A experiência é outra com volante. A aceleração é muito maior, o desempenho nas curvas melhora consideravelmente. Se um volante com force feedback não custasse no mínimo R$ 400,00, teria um. Mas o teclado é uma boa opção.
O jogo precisa de muitas frenagens, além de saber em que hora acelerar, ou não. ProStreet conta com três dificuldades: Casual, Racer e King. Casual é para os iniciantes. Ajuda na frenagem, e deixa marcas verdes na pista, mostrando em que hora fazer a curva, ou onde prosseguir para uma volta mais rápida. Racer apenas auxilia nas frenagens. Já King é para os profissionais, ou viciados de carteirinha, já que não tem nenhum auxílio. É só correr. Ou vence ou capota!

Modos de jogo



Gráficos fotorrealísticos são uma vantagem de NFS ProStreet.

Os modos em si são apenas dois: Carrer e Race day.
O primeiro é o modo carreira: com muitas variedades de corrida. Nele você precisa ter um carro para todas as categorias, com direito a um carro reserva. As corridas são cheias de emoção, graças ao narrador, que fala bem de você, e às vezes aproveita a batida na parede para dar uma caçoadinha. As categorias são:


  • Grip: o velho circuito;
  • Speed Challenge: o velho sprint, mas nesse a corrida é praticamente em linha reta, o que faz o jogador delirar (ou se decepcionar :-D ) com a velocidade máxima do carro;
  • Top Speed Run: variação do Speed Challenge, porém o objetivo dessa é finalizar a corrida com a soma das velocidades registradas em cada checkpoint maior que a dos concorrentes.
  • Drift:o velho drift. Fumaça pra tudo quanto é lado! Quem obtiver a maior pontuação, com três rodadas/tentativas, vence!
  • Drag: a corrida de arrancada. Esta vai depender muito da potência e da arrancada. O jogador tem três tentativas/rounds para fazer o melhor tempo e vencer a prova!

A carreira é distribuída em vários Race days, sendo que há várias provas neles. Você pode praticar antes de correr na pista. Conforme vence as corridas do evento, você acumula pontos. Para vencer o evento, é preciso de uma quantidade “x” de pontos. Para dominar, ou seja, chegar à pontuação máxima, é preciso mais pontos. Alguns eventos apenas são desbloqueados com a dominação de outro.
No jogo, você é Ryan Cooper, que passou a correr legalmente depois de cumprir cinco anos de prisão. Seu objetivo é vencer Ryo Watanabe, o rei das ruas. Para isso você precisa vencer os showdowns (eventos organizados pelo rei), para chegar a Ryo. Existem também outros reis. Para completar a carreira, você precisa vencê-los.
O Race day é assim: monta seu dia de corrida, na sua localização, corridas e pistas. Daí você corre com carros bônus ou de carreira.
Os vários tipos de corrida aumentam o tempo de fechamento da carreira, já que cada carro precisa de ajustes diferentes para correr em um certo modo. Além de com o tempo ser necessário trocar de carro. Cada modo é preciso de uma habilidade diferente. Felizmente em ProStreet, apesar da jogabilidade mudar totalmente em comparação ao seu antecessor, Carbon, é fácil de se acostumar com ela.

Fun factor e fator replay

Sou muito fã de jogos de corrida. À primeira vista, acho todo o jogo maravilhoso. Depois de um tempo, jogando-o, começo a ver suas falhas. Por isso gostei de Need For Speed ProStreet, pois não passei a “odiar” o jogo com o tempo. O modo carreira é grande, desafiador. Há uma enorme variedade de carros e ajustes mecânicos. ProStreet me conquistou. A demo é uma porcaria, e isso pode ter afastado muita gente. A EA errou em fazer esta mudança brusca na saga Need for Speed ProStreet. Mas que eu gostei, gostei. Recomendo para ProStreet toda a pessoa que gosta de fazer ajustes mecânicos profundos no carro, que gosta de carros que ultrapassam 400 Km/h.
A inteligência artificial é boa, mas não é comum ver carros errarem, ou baterem. Apenas no Speed Challenge. O fator replay é alto devido à dificuldade e aos desafios que o próprio jogador se impõe.

Galeria de imagens











_________________
Ver perfil do usuário http://tmbrazil.forumeiros.com

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum